A voz do Brasil

A Comissão Mista para analisar a MP 648/14 aprovou, na última quarta-feira (16/07), o relatório que flexibiliza permanentemente o programa “A voz do Brasil” com início entre 19h e 22h, com obrigatoriedade de sua transmissão ao vivo somente nas emissoras educativas. 

O texto original da MP, enviado pelo Executivo, autorizava a mudança de horário de transmissão da Voz do Brasil apenas durante a Copa do Mundo. Mas o relatório do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), aprovado pelos parlamentares da comissão, modificou a medida e manteve a flexibilização por tempo indeterminado. Agora, os plenários da Câmara e do Senado deverão analisar a MP, que tem validade até outubro.

A MP 648/14 assinada pela presidente Dilma Rousseff atendeu um pedido da Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) e das Associeações Estaduais de Radiodifusão, preocupadas com prejuízo à transmissão e coberturas jornalisticas e eventos esportivos paralelos a Copa do Mundo. A medida autorizou emissoras de rádio de todo o país levar o programa “A Voz do Brasil” ao ar entre 19h às 22H durante o Mundial.